Rio de Janeiro

Polícia Civil conclui segundo inquérito contra médico colombiano

Publicado

em

A Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (DCAV) concluiu, nesta quarta-feira (25/01), o segundo inquérito contra um médico colombiano acusado de abusar de pacientes durante procedimentos. Ele foi indiciado por estupro de vulnerável e exercício ilegal da profissão. Segundo apurado, na época do crime, em 2020, ele não tinha registro no Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro (Cremerj).

Na segunda-feira, ele já havia sido indiciado por estupro de vulnerável em outro inquérito policial. Existe um terceiro procedimento em apuração na DCAV.

Durante as investigações, os agentes ainda constataram que o médico mantinha armazenado em seus compartimentos eletrônicos mais de 20 mil arquivos contendo imagens de abuso sexual envolvendo crianças e adolescentes. A análise do material chamou atenção pela gravidade e quantidade de arquivos, que incluíam até bebês com menos de um ano de vida.

Fonte: Policia Civil RJ

Comentários do Facebook
READ  Polícia prende em flagrante homem acusado de receptação de carro roubado
Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NORTE

NORDESTE

CENTRO-OESTE

SUDESTE

SUL

MAIS LIDAS DA SEMANA