domingo, 19 de maio de 2019

Trio preso com drogas é suspeito de 12 assassinatos em Goiânia(GO)

Trio preso com drogas é suspeito de 12 assassinatos em Goiânia(GO)
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Trio preso com drogas é suspeito de 12 assassinatos em Goiânia(GO)

Três pessoas foram presas suspeitos de tráfico de drogas, em Goiás. As detenções ocorreram durante a deflagração da Operação Thanatus, coordenada pela Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios (DIH), que apreendeu 7,5 mil comprimidos de ecstasy e outras drogas. Segundo a Polícia Civil, o trio integra uma facção criminosa  é suspeito de 12 homicídios, mas não é investigado pelas mortes.

Segundo o delegado Dannilo Proto, que coordenou a operação, Igor Lopes Sousa, de 20 anos, Kássia Rodrigues, de 23, e Lorena Matos, de 28, teriam como função vender os entorpecentes e armazenar as armas que podem ter sido usadas nos assassinatos.  Apenas o rapaz confessou a posse da droga.

Igor foi o primeiro a ser preso, em uma agência bancária do Setor Garavelo, em Aparecida de Goiânia. De acordo com as investigações, ele ia fazer uma transferência de R$ 28 mil para Hércules Matos Alves, de 25 anos, marido de Kássia, que está preso e é suspeito de ser o chefe do grupo. Após a prisão de Igor, os policiais detiveram Kássia e a cunhada, Lorena, na casa em que elas moravam, em Senador Canedo.

Segundo o delegado, foram pelo menos 12 homicídios com o envolvimento do grupo entre janeiro e maio deste ano na região sudoeste da capital, principalmente nos setores Real Conquista e Madre Germana. Durante a operação, foram apreendidos 71 quilos de maconha, cinco quilos de cocaína pura, cinco quilos de crack, cinco quilos de insumos, três revólveres calibre 38, e 7,5 mil comprimidos de ecstasy.

(PCGO)