sexta, 18 de outubro de 2019

Polícia Civil autua empresas que fraudavam energia em Goiás

Polícia Civil autua empresas que fraudavam energia em Goiás
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Polícia Civil autua empresas que fraudavam energia em Goiás

Seis empresas de grande porte de Goiás foram flagradas pela Polícia Civil fraudando a conta de energia elétrica. De acordo com a Enel, em apenas um ano, a fraude cometida por estas empresas somou um prejuízo superior a R$ 130 milhões à operadora.

A ação desencadeada pela Enel Goiás junto a equipes da Deic, aconteceu em Goiânia, Senador Canedo, Anápolis, e Formosa. “Nesta primeira etapa nós visitamos 10 empresas, e constatamos irregularidades em seis delas, todas de grande porte”, relatou o delegado Ivaldo Gomes de Mendonça, adjunto da Deic, e responsável pelas investigações.

As adulterações, segundo o delegado, eram sofisticadas, e iam, desde a modificação no cabeamento, até a instalação de equipamentos usados para alterar os medidores. Nesta primeira etapa, ninguém foi preso em flagrante.

“Como são empresas grandes, a maioria dos donos tem sócios e gerentes, então optamos por ouvir todos, para, posteriormente, identificarmos e indiciarmos os responsáveis”, concluiu Ivaldo Gomes. O crime pelo qual responderão, segundo o delegado, é furto qualificado pelo rompimento de obstáculos, e a pena de reclusão pode chegar a até oito anos.

A energia sonegada pelas empresas, segundo a Enel Goiás, daria para abastecer Goiânia durante um mês e meio.

(maisgoias)