terça, 11 de agosto de 2020

Padrasto filmado abusando de enteada é preso em Ipameri-(GO)

 Padrasto filmado abusando de enteada é preso em Ipameri-(GO)
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Padrasto filmado abusando de enteada é preso em Ipameri-(GO)

O padrasto denunciado por abusar da enteada de 12 anos em Aparecida de Goiânia-(GO), região metropolitana da capital, foi preso nesta quarta-feira (14). Ele, que tem 61 anos, foi localizado em Ipameri, cidade a 206 km de distância. O homem estava em uma fazenda, quando foi preso.

O caso veio à tona depois de a mãe da menina desconfiar do comportamento dele, esconder o celular em um cômodo da casa onde a família morava e gravar o crime.

Em depoimento no 4º Distro Policial, a mãe da vítima disse que deixou um celular escondido na cozinha da casa, filmando, na segunda-feira (12). Enquanto isso, foi à casa da vizinha, voltou para sua residência algum tempo depois e pegou o celular. Após reaver o aparelho, ela retornou para a casa da vizinha, tomou coragem e olhou as gravações.

O vídeo acabou indo parar nas redes sociais. Nele é possível ver o homem abaixando o short da vítima e tocando nas suas partes íntimas, enquanto ela prepara um lanche na cozinha.

Após ver as imagens, a mulher chamou o companheiro e disse que tinha visto ele molestando sua filha. Na ocasião, segundo ela, o homem “argumentou que sabia que estava errado e que havia sido apenas ‘um vacilo’ e que aquilo não iria acontecer novamente”. Em seguida, ela disse a ele que se mudasse da casa onde os dois moravam e ele foi embora.

A delegada Ilda Helbingen, que atendeu a mãe, disse que a mulher ficou devastada ao descobrir a situação. “Ela desconfiou porque ele começou a agradá-la muito, a dar muitos presentes, mas não fazia isso com os outros filhos [da mulher]. Segundo ela, ela ficou muito contrariada, muito chocada com aquilo porque ela realmente não esperava isso”, disse a delegada.

(Mais Goiás)