quarta, 21 de novembro de 2018

Operação desarticula quadrilha que adulterava combustíveis

Operação desarticula quadrilha que adulterava combustíveis
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Operação desarticula quadrilha que adulterava combustíveis

A Polícia Rodoviária Federal (PRF), em ação conjunta com o Ministério Público do Estado do Piauí (MP/PI), Ministério Público do Trabalho (MPT) e Agência Nacional do Petróleo (ANP), desencadearam a Operação Estanque, para desarticular uma quadrilha que adulterava combustíveis, realizada na manhã desta quarta-feira (23), em municípios do Piauí e do Maranhão.

Ao todo, foram cumpridos 16 mandados de prisão e 24 de busca e apreensão. Ainda foram apreendidos cerca de 38 mil litros de combustíveis, R$ 17.550 e duas armas de fogo. As buscas aconteceram em Peritoró/MA, Capitão de Campos/PI e Teresina/PI, município este que concentrava a maioria dos alvos e onde se desenvolveu o esquema criminoso. Entre os presos e conduzidos estão empresários, motoristas e comerciantes.

Como funcionava o esquema criminoso:

Durante a investigação, que teve início há oito meses a partir de uma denúncia anônima, os agentes públicos flagraram a quadrilha fazendo a mistura de combustível com água, que depois era distribuído para postos de abastecimento. O objetivo era aumentar o lucro com a venda.

O cliente que comprava estes combustíveis “batizados” era lesado duas vezes – ela pagava por um combustível de baixa qualidade, pois continha água e, ainda tomava um prejuízo por conta do baixo rendimento do motor, sem falar nos danos que o combustível de baixa qualidade provoca nos veículos. Algumas operações de adulteração eram realizadas ao lado de uma escola municipal. Por serem clandestinas, havia alto risco de explosões, fato que colocava a vida dos alunos, professores e funcionários em grande perigo.

Durante o cumprimento dos mandados de prisão, busca e apreensão, os 113 policiais rodoviários federais ainda apreenderam duas espingardas, 25 munições, 39 aparelhos celulares, quatro caminhões-tanque, um caminhão bitrem, além de computadores, HDs, pen-drives, agendas e documentos.

(PRF)