segunda, 19 de novembro de 2018

‘Operação Baco’ prende grupo suspeito de roubar R$ 15 milhões em cargas em Goiás

‘Operação Baco’ prende grupo suspeito de roubar R$ 15 milhões em cargas em Goiás
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

‘Operação Baco’ prende grupo suspeito de roubar R$ 15 milhões em cargas em Goiás

As polícias Civil e Rodoviária Federal realizam, nesta quinta-feira (08/11), uma operação contra oito pessoas suspeitas de integrar um grupo especializado em roubo de cargas, principalmente de alimentos e bebidas, em Goiás. Segundo as investigações, eles cometerem oito crimes que causaram um prejuízo de R$ 15 milhões às empresas.

“Quadrilha organizada, extremamente bem preparada em termo de armamento, todas as ações eram realizadas com arma em punho”, disse a delegada responsável pelo caso, Rafaela Azzi.

Batizada de Operação Baco, a ação visa cumprir oito mandados de prisão e seis de busca e apreensão. Até as 10h desta quinta-feira, três homens tinham sido presos. Uma mulher e quatro homens estão foragidos. A operação é realizada pela Polícia Civil, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas, em parceria com a Polícia Rodoviária Federal.

Ladrões se passavam por policiais

De acordo com a delegada, quatro homens abordavam os motoristas e os mantinham reféns até dar o devido destinado à carga.

“Eles usavam farda de polícia, carro acoplado com giroflex e paravam os motoristas. Eles perguntavam pela nota fiscal, o motorista apresentava e eles analisavam se compensava ou não cometer o roubo. Se sim, anunciavam o assalto”, explicou Rafaela.

Dois integrantes do grupo agenciavam os produtos roubados. Já os outros dois envolvidos, conforme a investigação, são um casal que é proprietário de uma loja de embalagens em Goianira, na Região Metropolitana de Goiânia, que também vendia os itens roubados.

O primeiro roubo identificado foi em 2017, na GO-060. A corporação não divulgou a lista dos crimes.

Os envolvidos no esquema devem responder por associação criminosa e roubo. A delegada informou que as investigações continuam.

“Vamos aguardar os interrogatórios para definir se há mais pessoas envolvidas e os próximos passos da investigação”, disse a Rafaela.

Roubo de medicamentos

Além do mandado de prisão, um dos alvos da operação, de 48 anos, foi preso em flagrante por mais três crimes: receptação, uso de documento falso e adulteração de veículos.

“Ele tinha na casa dele um jet-ski com comunicado de roubo, um carro Eco Sport com adulteração, um carro CRLV com documento falso e medicamos para tratamento de câncer e falta de cálcio”, relatou a delegada.

Todos os veículos e medicamentos roubados estavam na casa do suspeito, no Setor Progresso, em Goiânia, e foram apreendidos.

Por: G1

Foto: Polícia Civil/Divulgação