terça, 07 de julho de 2020

Mulher é presa com aparelhos celulares e bagagens furtadas

Mulher é presa com aparelhos celulares e bagagens furtadas
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Mulher é presa com aparelhos celulares e bagagens furtadas

Uma mulher foi presa suspeita de receptação e furto de celulares e bagagens em Jaraguá, a 120 quilômetros de Goiânia(GO). Adelaide da Conceição S. Abreu, de 37 anos, também é suspeita de furtar uma mala de um policial federal no Aeroporto de Brasília, no último sábado (5).

Segundo o tenente Marques Neto, do Batalhão de Operação Especiais (Bope), da Polícia Militar, a partir deste furto, houve o compartilhamento de informações para encontrar Adelaide, que foi identificada através de câmaras de segurança do aeroporto. Após informações, foi constatado que a mulher estava na rodoviária de Goiânia, preparada para embarcar novamente rumo à Brasília.

Os agentes, então, fizeram um cerco e descobriram que, na verdade, a mulher estava a caminho de Belém (PA). Na BR-153, em Jaraguá, com o auxílio dos agentes da Polícia Rodoviária Federal  (PRF), pararam o ônibus e localizaram a mulher sob posse de mais cinco bagagens e contendo seis aparelhos celulares.

Segundo o tenente do Bope, com o número das identificações dos tickets de passagens que estava sob posse de Adelaide, foi possível chegar em mais três mulheres. Todas foram encaminhadas para a delegacia da cidade.

No local, segundo informa a Polícia Civil, as mulheres foram ouvidas e disseram que não conheciam Adelaide. Esta, por sua vez, negou, a princípio, que estaria sob posse das bagagens, mas, posteriormente, acabou confessando. Ela alegou que comprou os aparelhos por R$ 300 em Goiânia e seriam desmanchados em Belém (PA) para revender as peças.

Adelaide, que já possuía passagens pelos mesmos crimes cometidos na festa de peão de Barretos (SP) do ano passado, foi detida em flagrante, já que uma das vítimas reconheceu o seu celular, e responderá por receptação e furto. As demais envolvidas foram liberadas.

(Mais Goiás)