quinta, 12 de dezembro de 2019

Mulher é achada morta na Praça do Trabalhador com sinais de violência sexual

Mulher é achada morta na Praça do Trabalhador com sinais de violência sexual
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Mulher é achada morta na Praça do Trabalhador com sinais de violência sexual

Na manhã desta terça-feira (30/10), foi encontrado o corpo de uma mulher na Praça do Trabalhador, no Setor Norte Ferroviário, em Goiânia.

O cadáver estava envolvido em um lençol e amarrado. Embaixo da vítima, havia pedaços de papelão sujos de sangue.

De acordo com Magda D'Ávila, delegada da Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios (DIH), a vítima tinha 27 anos e apresentava sinais de espancamento, além de ter diversas facadas. Ela era dona de uma moto, que estava ao lado do corpo.

Para peritos da Polícia Civil, a mulher foi violentada sexualmente e após ter sido morta, ela foi abandonada na Praça do Trabalhador por volta das 23h de segunda-feira (29).

A polícia trabalha com a hipótese de crime passional. Uma calça masculina também foi encontrada junto ao corpo e será examinada.

A vizinha da vítima disse que ela tinha duas filhas e era casada. Disse também nunca ter escutado ou presenciado qualquer briga entre o casal. Sobre o marido, a polícia descarta a participação no crime, já que ele estaria de cama após ter passado por uma cirurgia.

Agentes informaram já ter suspeitos, porém, não dará detalhes para não atrapalhar as investigações.

Imagens de câmeras de segurança próximo ao local onde o corpo foi deixado podem auxiliar no esclarecimento do crime.