domingo, 16 de junho de 2019

Justiça decreta prisão de homem que cobrava para burlar fila de espera do SUS em Goiânia

Justiça decreta prisão de homem que cobrava para burlar fila de espera do SUS em Goiânia
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Justiça decreta prisão de homem que cobrava para burlar fila de espera do SUS em Goiânia

 O Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO), decretou a prisão preventiva do servidor público Eder Alves Da Rocha, está respondendo como responsável por esquema que cobrava até R$ 2 mil para burlar fila de espera para cirurgias realizadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em Goiânia. A decisão de prisão é da juíza Placidina Pires, da 6ª Vara dos Crimes Punidos com Reclusão da comarca de Goiânia.

 De acordo com informações do Tribunal, Eder é suspeito de facilitar o acesso à cirurgia no Hospital Estadual Geral de Goiânia (HGG). Os valores cobrados variam entre R$ 1 mil e R$ 2 mil. A denúncia foi feita por uma mulher que entrou num grupo de Whatsapp chamado “Cirurgia Plástica pelo SUS – Goiânia”, onde conheceu o suspeito que lhe ofereceu vantagem de acelerar o acesso ao procedimento médico em troca de R$ 1 mil.

 “Os delitos supostamente praticados envolvem a saúde de pessoas que dependem do Sistema Único de Saúde e estão há longos períodos nas filas de espera, aguardando chamada para o devido tratamento, o que demonstra a necessidade da segregação cautelar do investigado e desvendar a participação de outros servidores no esquema”, destaca.

Lembre o caso

 Eder Alves da Rocha, de 51 anos, foi preso, na última terça-feira (12). Ele supostamente teria confessado à polícia que há mais de 15 anos atuava como intermediador para interessados em realizar cirurgias pela rede pública.

 O homem é servidor comissionado na Prefeitura de Minaçu desde dezembro de 2017, mas não teria usado o cargo para cometer o crime.

 Segundo o delegado adjunto da Delegacia Estadual de Repressão aos Crimes Contra a Administração Pública (DERCAP), Rhaniel Almeida, a polícia já sabe que o esquema propiciou a realização de dezenas de cirurgias no Hospital Geral de Goiânia Alberto Rassi (HGG) e no Hospital das Clínicas (HC), mas ainda não conseguiu apurar o número total de pessoas que teriam sido beneficiadas com o esquema.

Da Redação

 Confira as principais notícias do Jornal Gazeta do Estado, jornal impresso com circulação nos Estados de Goiás, Tocantins e Distrito Federal. Publicação de Edital de Protesto, Edital de Intimação, Edital de Notificação, Edital de Desmembramento, Edital de Retificação, Edital de Comunicação, Edital de Licitação, Edital de Pregão, Edital de Proclamas, Balanço e notícias de Goiás, Tocantins e Distrito Federal. O Jornal Gazeta do Estado possui Central de Distribuição em Goiânia, Brasília e Palmas. Acesse nosso site:

http://gazetadoestado.com.br