quinta, 27 de junho de 2019

Irmãs somem após saída da escola no Recife e família desconfia de vingança

Irmãs somem após saída da escola no Recife e família desconfia de vingança
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Irmãs somem após saída da escola no Recife e família desconfia de vingança

A Polícia Civil investiga o desaparecimento de duas irmãs, uma de 12 e outra de 14 anos, que foram vistas pela última vez no final da tarde da última quarta-feira (15), no bairro de Campo Grande, na Zona Norte do Recife. Um carro de cor escura teria pego as meninas na saída da escola.

De acordo com testemunhas, o veículo estava em frente à escola municipal São Judas Tadeu, onde a adolescente de 12 anos estuda. Quando a garota saiu do colégio, teria entrado no carro.

Momentos depois, o mesmo carro foi visto parado na outra escola, onde a irmã dela, de 14 anos, estava. A partir deste momento, as duas não foram mais vistas.

A mãe das garotas relata que a filha de 12 anos já tinha desaparecido outra vez no mês passado. A adolescente passou 15 dias na casa de uma madrinha e só apareceu depois que a mãe fez denúncias ao Conselho Tutelar e à delegacia.

Ainda segundo o relato dos parentes, no momento em que ficou fora de casa, a menina teria sido abusada sexualmente. O suspeito de cometer os abusos é um amigo da madrinha, que teria sido denunciado pela família assim que souberam do ato contra a adolescente. Exames de corpo de delito comprovaram o crime.

Para a mãe, que está desesperada, o suspeito sequestrou as duas filhas por vingança pela denúncia contra ele, ainda que a mais velha não esteja envolvida na queixa anterior. O caso continua sendo investigado pelo Departamento de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA).

Fonte: JC Online