quarta, 20 de março de 2019

É preso em Goiás homem suspeito de matar companheira a facadas dentro de casa

É preso em Goiás homem suspeito de matar companheira a facadas dentro de casa
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

É preso em Goiás homem suspeito de matar companheira a facadas dentro de casa

Foi preso na manhã desta segunda-feira (03/09), o segurança Valdivino de Jesus Damas, de 50 anos, suspeito de matar a companheira, Karyta Augusto Rodrigues dos Santos, de 18 anos a facadas, em São Luís de Montes Belos, na região central de Goiás. A motivação do crime, ocorrido da residência onde o casal vivia, ainda é investigada.

De acordo com o delegado Victor Pereira Avelino, responsável pelo caso, o advogado do suspeito entrou em contato avisando que ele se apresentar, mas a Justiça expediu um mandado de prisão preventiva e os policiais o detiveram antes, em Firminópolis, 19 km distante do município onde aconteceu o crime.

O delegado não soube informar o nome do advogado e disse que não poderia passar mais detalhes sobre o depoimento dele e a apuração do caso.

"Ele não negou, nem confessou. Falou outras coisas que eu não posso falar, é sigiloso. Ainda vamos continuar com as investigações", disse o delegado.

Crime

Karyta foi encontrada morta no sábado (01/09), na casa em que morava com o suspeito. Um vizinho viu sangue escorrendo de dentro do lote, além de pegadas na calçada e ligou para a PM. Os agentes entraram e localizaram a jovem caída próximo ao portão.

A polícia acredita que a vítima foi morta por volta das 23h de sexta-feira (31/08), pois vizinhos escutaram uma briga entre o casal.

“Ela foi esfaqueada no quarto do casal, na cama. Tentou fugir, mas, aparentemente, não resistiu e caiu próximo ao portão”, disse o delegado Thiago Junqueira Almeida, que esteve presente no local.

Os peritos notaram que, após cometer o crime, o suspeito tomou banho, trocou de roupa e fugiu do local. O casal vivia junto havia dois anos e tinha uma relação conturbada, pois já se separou e reatou algumas vezes.

Valdivino foi encaminhado para o presídio da cidade de São Luís de Montes Belos.