terça, 18 de dezembro de 2018

700 kg de queijo impróprio e 20 kg de maconha apreendidos em bagageiro do mesmo ônibus próximo a Gurupi-TO

700 kg de queijo impróprio e 20 kg de maconha apreendidos em bagageiro do mesmo ônibus próximo a Gurupi-TO
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

700 kg de queijo impróprio e 20 kg de maconha apreendidos em bagageiro do mesmo ônibus próximo a Gurupi-TO

Setecentos quilos de queijo coalho impróprios para consumo humano e sem nota fiscal em um ônibus foram apreendidos na BR-153, próximo a Gurupi-TO, Sul do Estado. No mesmo veículo, também foram apreendidos 20 kg de maconha. As apreensões realizadas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) ocorreram nesta quarta-feira, 6, por volta das 19 horas no km 663. 

A PRF informou que durante uma ação de combate a criminalidade abordou um ônibus de transporte de passageiros. A empresa faz linha São Bernardo do Campo (SP) a Fortaleza (CE). 

Durante a ação, encontraram no bagageiro inferior do veículo diversas caixas com o queijo. À PRF o proprietário dos produtos, identidade não divulgada, informou que adquiriu o produto em Limeira (SP) e que o levaria para Timon (MA). Ele disse à polícia, que não sabia da necessidade da nota fiscal e do devido acondicionamento para transporte do queijo. 

Uma equipe da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) constatou que os produtos estavam impróprios para o consumo. Os queijos foram apreendidos e encaminhados para a destruição.

Ainda durante a vistoria, também no bagageiro inferior, a equipe da PRF sentiu um forte odor. Ao realizar buscas, encontraram 12 tabletes de substância análoga à maconha, com cerca de 12 kg, em uma mala azul. Em uma bagagem vermelha, ao lado da primeira foi encontrado mais 12 tabletes, com cerca de 8 kg. 

Os entorpecentes estavam na bagagem de um jovem de 20 anos, nome não divulgado. Ao ser questionado, ele confessou ser o dono das drogas e que tinha adquirido elas em Campinas (SP). Ele disse à PRF que recebeu R$ 2 mil por quilo e que revenderia pelo dobro do preço em São Mateus (MA). 

O jovem e a droga foram encaminhados para a Central de Flagrantes de Gurupi.

(Jornal do Tocantins)